Ginecomastia pode se resolvida com cirurgia plástica

A preocupação com a boa forma do próprio corpo não é um pensamento diário apenas para as mulheres, mas para os homens também. É por isso que problemas de desenvolvimento podem causar grande desconforto, afetando tanto o convívio com outras pessoas como também o seu bem-estar. Um destes problemas é a ginecomastia, estado que representa o desenvolvimento exagerado das mamas masculinas. Com isso, o peito passa a ter uma aparência menos masculina e mais feminina, fazendo com que os pacientes deixem de realizar atividades físicas ou até de se expor socialmente para não precisar mostrar tal condição. Mas este problema pode ser resolvido com uma cirurgia plástica, a correção de ginecomastia.

Um problema comum entre os homens

Considerada comum entre o sexo masculino, a ginecomastia pode ocorrer como resultado de alterações hormonais, questões hereditárias ou como consequência da utilização de medicamentos. Até por ser comum, a cirurgia de correção é um dos procedimentos mais requisitados entre os homens, e é recomendada quando outros tratamentos de controle ou correção não surtiram o efeito desejado ou quando a repercussão psicológica da situação, o aspecto das mamas em si, causa desconforto.

O procedimento

A ginecomastia é caracterizada por excesso de gordura localizada, excesso de desenvolvimento do tecido glandular e por uma combinação de ambos. Em alguns casos, a ginecomastia faz com que as mamas fiquem flácidas e a aréola alargada, garantindo a pele escura ao redor do mamilo. Sendo assim, o procedimento de correção busca diminuir o volume, dando à região formas mais harmônicas às do próprio corpo do paciente.

A anestesia de uma ginecomastia pode ser local ou geral, dependendo da avaliação prévia feita pelo cirurgião. O tempo de duração do procedimento varia entre 1h a 2h, com um período de internação que costuma abranger de 12h a 24h. Isto acontece e é necessário para que o paciente tenha o correto acompanhamento logo após o procedimento, por uma equipe médica qualificada.

Quando a ginecomastia aparece como resultado do excesso de tecido adiposo, são utilizadas técnicas de lipoaspiração para remover esta gordura. Uma cânula (tubo oco e fino) é inserida através de uma incisão e se movimenta para soltar pelas paredes internas para soltar a gordura, que depois é removida por sucção a vácuo. Esta técnica é apenas uma das possibilidades, e caberá ao cirurgião, em conversa com o paciente, escolher qual a melhor alternativa de acordo com o quadro clínico de cada pessoa.

A nova vida após a cirurgia

Após o procedimento, um curativo é utilizado para cobrir as incisões feitas e uma bandagem elástica poderá ser utilizada para diminuir o inchaço e dar sustentação às mamas que foram operadas. Em alguns casos, ainda é possível utilizar um dreno sob a pele, para drenar todo e qualquer excesso de sangue e fluídos que estejam no local.

Nas primeiras semanas, o corpo ainda estará se acostumando às novas formas, e é relativamente comum o paciente sentir algum incômodo. Por isso, o esforço físico não é recomendado. Desde atividades leves como dirigir devem ser evitadas por cerca de três semanas, até exercícios físicos, que devem ser evitados por cerca de dois meses. Este tempo é fundamental para o corpo promover a sustentação natural e adaptação das mamas. Mesmo com o resultado sendo visível logo após o procedimento, o inchaço e a recuperação só estarão completas entre três e seis meses.

Recomendações importantes para esta e outras cirurgias

Antes de cogitar a possibilidade de se submeter a uma cirurgia plástica para fins de estética ou saúde, é fundamental buscar um profissional licenciado pelo conselho de medicina local e que também faça parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a SBCP, para qualquer procedimento que venha a ser realizado. Clique aqui e tenha acesso aos cirurgiões cadastrados.

Pesquise minuciosamente sobre o cirurgião escolhido e, ao iniciar o processo que culminará com a cirurgia, não omita nenhuma informação sobre seu histórico médico, além de elucidar todas as dúvidas sobre os riscos e o alcance do procedimento em questão. Tenha em mente que toda e qualquer dúvida é importante. Acesse e conheça os passos para uma cirurgia plástica segura.

Outras Notícias