Cinco dicas para superar o receio de fazer uma cirurgia

Mesmo com todos os avanços da medicina estética nos últimos anos, fazer uma cirurgia plástica ainda é motivo de preocupação para muitas pessoas. Um medo comum, afinal, cada um sabe o que deve ou não fazer com o próprio corpo, e só de pensar em procedimentos como incisões ou suturas, algumas pessoas já afastam completamente a ideia de passar por um procedimento, por receio.

Então, é importante mostrar aos possíveis futuros pacientes que fazer uma cirurgia não é mais sinônimo de preocupação, mas sim de renovação, pois uma operação pode fazer muito bem ao corpo e ao bem-estar também. Pensando nisso, o site Smart Beauty Guide, mantido pela American Society of Aesthetic and Plastic Surgeons, publicou uma lista interessante com alguns motivos que causam esta insegurança pessoa, e como superá-las.

O medo

Procedimentos cirúrgicos são mais comuns do que se imagina nos dias de hoje. O problema que acaba gerando rececio é que somente os procedimentos mal sucedidos ganham destaque nos noticiários e na internet. Ou seja, mesmo que centenas de cirurgias sejam realizadas diariamente, somente os casos onde o resultado não é como o esperado acabam se sobressaindo. Por isso, é fundamental ressaltar que fazer uma cirurgia hoje em dia é muito seguro, desde que todos os protocolos sejam seguidos pelo cirurgião e também pela paciente.

Um fator determinante para o sucesso da cirurgia é encontrar um profissional competente e capacitado, devidamente licenciado pelo conselho de medicina local e que faça parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a SBCP, Clique aqui e tenha acesso aos cirurgiões cadastrados. Pesquise sobre o cirurgião escolhido e, ao iniciar o processo que culminará com a intervenção, não omita nenhuma informação sobre seu histórico médico, além de elucidar todas as dúvidas sobre o alcance do procedimento. Acesse e saiba quais são os quatro passos para uma cirurgia plástica segura.

O preço

Outro receio, ou melhor, fator que impacta a decisão de se submeter ou não a uma operação é o custo. Aqui, a regra é clara: apesar de estarem cada vez mais acessíveis, definitivamente não podem ser considerados baratos. E, se você encontrar um barato demais, desconfie, afinal, é a sua saúde e bem-estar que estão em jogo.

Resultado pós-operatório

Existem muitos cirurgiões que vão prometer resultados milagrosos. Porém. apenas cirurgiões especializados estão aptos a realizar procedimentos seguros e de qualidade. Além disso, o bom profissional é aquele que vai comunicar a paciente sobre os resultados reais que podem ser esperados, e até mesmo, em alguns casos, se negar a fazer uma operação de risco ou que esteja sendo feita pela paciente por motivos errados. A cirurgia plástica deve, em primeiro lugar, potencializar a beleza natural da pessoa, promovendo seus principais atributos, e não transformar a paciente em outra pessoa.

Tempo de preparo e recuperação

Com tantas tarefas no dia a dia, como trabalho, academia, cuidar dos filhos, encontrar um tempo para o lazer, pra cuidar de si mesmo, fica difícil ter tempo pra pensar e até realizar uma cirurgia. Por isso, é preciso pensar no processo como um todo, e não somente no pós-operatório. Muitos procedimentos podem oferecer tempos de recuperação reduzidos, com a paciente retomando as atividades normais alguns dias após a operação.

Outros casos, porém, exigem bastante planejamento, pois o período de recuperação pode se estender por algumas semanas até vários meses. A melhor época para fazer uma cirurgia é o inverno, que possibilita a recuperação de procedimentos mais delicados sem afetar tanto o dia a dia. Clique e confira as vantagens de fazer uma cirurgia no inverno.

Opiniões de terceiros

Na hora de fazer uma cirurgia, procurar por opiniões de pessoas próximas é muito importante. Isto porque incluí-los no processo transmite mais segurança para a paciente, fazendo com que todo o processo prossiga de maneira mais tranquila. É possível até levar um acompanhante para uma consulta com um especialista, para que ele possa fazer perguntas ao cirurgião e compreender os benefícios procurados e resultados esperados pela paciente.

Conselhos seguidos, cirurgia segura

Com estas dicas, é possível dar o primeiro passo para conversar abertamente sobre a realização de uma cirurgia. Converse, pesquise, pergunte… informação nunca é demais.

Outras Notícias