Dicas para uma cirurgia plástica com segurança

Estar bem consigo mesmo é um fator determinante para a qualidade de vida, e é esta área em que atua a cirurgia plástica. O resultado de uma operação estética pode transformar a vida de uma pessoa para melhor, oferecendo bem-estar, aceitação do próprio corpo e mais saúde. Todos os dias surgem histórias emocionantes de fatos onde a cirurgia plástica proporcionou um salto para a vida das pessoas.

Porém, como todo procedimento cirúrgico, é preciso ter muito cuidado para fazer uma cirurgia plástica, afinal, com o próprio corpo não se brinca. Apesar da tecnologia ter contribuído muito para o aumento da segurança das operações, riscos ainda existem e podem gerar consequências graves e permanentes.

Pensando na sua saúde e bem-estar, preparamos aqui uma lista com algumas dicas importantes para que a sua cirurgia ocorra da maneira mais segura e tranquila possível.

Informe-se sobre o procedimento

Hoje em dia, é muito fácil encontrar informações sobre procedimentos estéticos, como eles são realizados, quais as precauções, cuidados e resultados. Porém, mesmo com o acesso facilitado, é importante pesquisar a fundo o tipo de cirurgia que se quer realizar. Isto porque os resultados podem variar de acordo com o biotipo de cada pessoa, e nem sempre a operação que uma famosa realizou para reduzir medidas, por exemplo, pode ser replicada de maneira integral no seu corpo. Uma parte fundamental nesta busca por informações é marcar uma consulta com um cirurgião plástico qualificado e experiente, para conversar com o profissional, tirar dúvidas e explicar seus objetivos.

Seja transparente com seu médico

O profissional da cirurgia plástica é seu aliado na busca por mais qualidade de vida, e para isso, precisa estar a par de todo o seu quadro médico. Saiba que antes de realizar uma operação, será preciso disponibilizar o histórico médico e também solicitar exames preparatórios, para averiguar se o procedimento pode causar algum risco inesperado à sua saúde. Nesta hora, transparência é fundamental, desde o seu estado de saúde até mesmo a explanação de seus objetivos.

E lembre-se: quando você escolhe um cirurgião plástico competente, capacitado e habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, tem em sua frente um profissional que irá lhe ajudar e oferecer a melhor solução. E esta melhor solução pode, até mesmo, não realizar procedimento algum. O melhor cirurgião plástico é aquele que será transparente com você também, recomendando, inclusive, a não realização de uma cirurgia quando lhe couber, seja por objetivos irreais da paciente ou até mesmo a não adequação às exigências mínimas de segurança necessárias para realizar a operação.

Procure o cirurgião correto

O Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas e estéticas no mundo, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS). Em 2015, último ano do levantamento, foram mais de 1,2 milhão de cirurgias plásticas e 1,1 milhão de procedimentos estéticos. Com um volume tão grande de procura por parte da população, é natural que o mercado profissional se adapte e passe a ofertar soluções para a demanda. E é aqui que mora o problema.

Na busca por cirurgiões, é preciso saber separar os bons e maus profissionais. Para isto, o primeiro passo é consultar seus nomes e credenciais na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e no Conselho Regional de Medicina do seu estado. Estas instituições garantem que o profissional é devidamente habilitado e competente para realizar procedimentos estéticos. De posse das informações, pesquise sobre seu histórico profissional, formação acadêmica, títulos, experiências, entre outros. Estas informações mostrarão um pouco do trabalho realizado pelo profissional ao longo dos anos.

Buscar opiniões de pessoas de confiança, como amigos ou familiares, também é recomendado, afinal, depoimentos de pessoas próximas costumam contar muitos pontos caso o profissional seja indicado.

O principal objetivo é encontrar um bom profissional. Fuja de anúncios sensacionalistas que oferecem resultados milagrosos, pois nestes casos, a ética profissional pode passar longe e você corre o risco de se submeter a um procedimento sem necessidade, enfrentando ainda possíveis problemas como a falta de estrutura do local da operação ou até mesmo a falta de experiência médica. Lembre-se: o melhor médico dará sempre o melhor diagnóstico para você, levando em consideração sua saúde e bem-estar, e nunca vai ter como prioridade realizar um procedimento a qualquer custo.

Pesquise sobre o ambiente cirúrgico

Busque também informações sobre o local onde o procedimento será realizado. Se é licenciado por órgãos locais, se possui certificados de credenciamento e confiabilidade junto aos órgãos competentes. Nada é mais valioso do que sua saúde e bem-estar, e para uma boa cirurgia plástica acontecer, é imprescindível que o local da operação cumpra os mais rigorosos critérios de higiene e segurança.

Saiba reconhecer o momento certo

A escolha da data para a cirurgia é feita em conjunto entre médico e paciente, definindo um período realista para que você possa se preparar para a operação. Nenhum médico irá recomendar uma cirurgia em um curto espaço de tempo, pois o seu corpo e a sua mente precisam de um tempo de adaptação e preparação, para que seja possível seguir uma dieta balanceada e cuidar do próprio corpo para chegar à mesa de cirurgia com mais segurança.

Além disso, é preciso também reconhecer que nem sempre o momento pode ser ideal para fazer uma operação. Fatores emocionais devem ser levados sempre em consideração, pois o bem-estar está muito ligado à percepção da qualidade de vida, e muitas vezes, em busca de uma satisfação momentânea, pacientes chegam aos consultórios com uma visão idealista e imediatista, sem perceber que isto pode ser prejudicial para o seu corpo e a sua saúde. O bom médico é aquele que irá reconhecer e recomendar o momento ideal para a realização do procedimento.

Outras Notícias