Mitos e verdades sobre a flacidez da pele

O corpo humano é uma máquina complexa que se renova e reabilita de maneira espetacular, porém à medida que o tempo passa, nossa capacidade de realizar tais ações diminui consideravelmente. Células envelhecem, o metabolismo fica mais lento e, com isso, sentimos o passar dos anos. Isto é sentido especialmente na pele, que tende a ficar mais flácida, perdendo sua elasticidade. Porém, como todo assunto que lida com a saúde, o bem-estar e a estética, existem muitos mitos divulgados e mal interpretados, que podem levar a conclusões precipitadas a respeito das causas desta flacidez, ou de como evitar que isto aconteça. Confira alguns deles e veja quais são verdades e quais não passam de mitos.

Correr causa flacidez no rosto?

Mito. A flacidez é causada por dois fatores relacionados ao envelhecimento: a diminuição do colágeno, que dá elasticidade à pele, e a perda de gordura facial, que ocasiona o caimento da pele. A corrida em si não causa problemas, já que o movimento por si só não tem capacidade de promover alterações no colágeno. Uma causa provável relacionada ao ato de correr é a exposição prolongada ao sol, causando uma absorção extrema de raios UVs durante a prática do exercício.

Dormir de barriga para baixo causa flacidez?

Mito. A posição de dormir não exerce influência nenhuma sobre a flacidez da pele. Porém, dormir nesta posição tem outra consequência: a facilidade para desenvolver rugas, especialmente no período da manhã, assim que você levanta. Isto porque a pressão exercida pelo travesseiro na pele gera um atrito, e o resultado do atrito é a contração da pele, que se for prolongada, pode deixar algumas marcas.

Exercícios faciais reduzem a flacidez?

Verdade. A musculatura do rosto possui semelhanças com o restante dos músculos do corpo humano, e quanto mais exercitados forem, mais se desenvolverão e manterão a rigidez. Uma contraindicação é que estes exercícios podem acelerar o desenvolvimento de linhas de expressão.

Perda de peso causa flacidez da pele?

Verdade. Quando ganhamos peso, nossa pele precisa se expandir para acomodar este acúmulo de gordura, esticando-a e tornando-a acostumada com esta condição. No momento em que ocorre uma perda significativa de peso, seja ela através de alimentação e exercícios ou ainda uma cirurgia de redução de estômago, lipoaspiração ou outro procedimento, a pele ficará com espaços de sobra, causando assim sua flacidez. Isto é um problema especialmente porque com o avançar da idade, a pele vai perdendo sua elasticidade, e quando estiver muito esticada, dificilmente voltará à mesma condição de rigidez.

Existem produtos que auxiliam no combate à flacidez?

Verdade. É possível reduzir significativamente a flacidez de fora para dentro. Uma recomendação é experimentar produtos de uso tópico, que aumentam a produção de colágeno. Uma substância natural que também auxilia é a vitamina C, que contribui para a recuperação da elasticidade da pele.

Antes de tomar qualquer decisão, procure um especialista

Esta dica é a mais verdadeira de todas. Antes de tomar qualquer decisão sobre a realização de um procedimento estético, procure um especialista licenciado pelo conselho de medicina local e que faça parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a SBCP. Clique aqui e tenha informações sobre todos os cirurgiões cadastrados. Somente este profissional possui a capacidade e o conhecimento necessários para orientar você sobre qualquer direcionamento, com o objetivo de buscar recuperar a rigidez da sua pele, seja com procedimentos estéticos ou outros métodos.

Outras Notícias