Cirurgia plástica após a gravidez: o que pode e o que não pode.

A gestação é um período de profundas transformações no corpo da mulher. Os reflexos destas mudanças podem ser observados mesmo após o parto. Geralmente, em até seis meses é possível voltar a ter a silhueta do período pré-gravidez, mas em alguns casos as novas atribuições, o cuidado com o bebê e a falta de tempo para dedicar a si mesma faz as mulheres demorarem mais tempo para voltar a ter o corpo que tinham.

CIRURGIA PLÁSTICA, UMA ALIADA PARA O SEU BEM-ESTAR

Por isso, muitas recorrem às cirurgias plásticas, procedimentos especializados com diferentes objetivos que podem ser realizados em períodos que variam de seis meses a um ano após a gravidez. Porém, esta data não é exata, e somente após consultar o seu médico é que será possível marcar uma cirurgia.

 CIRURGIAS MAIS PROCURADAS APÓS O PARTO

Os procedimentos estéticos mais procurados pelas mulheres após o parto são:

  • Abdominoplastia: reduz ou elimina o excesso de pele e estrias da região abdominal, que é muito tensionada durante a gravidez. Além disso, é capaz de afinar a cintura removendo excessos, e também reposicionar os músculos da região abdominal;
  • Mastopexia: tem como objetivo reposicionar as mamas para uma nova posição, mais elevada, pois com o ganho de peso e a amamentação, às vezes a pele é muito tensionada e acaba não retornando à sua forma original. Além disso, a mastopexia alinha a aréola para garantir mais simetria aos seios. É possível utilizar uma prótese de silicone para o preenchimento da mama;
  • Lipoaspiração: uma das cirurgias plásticas mais procuradas do Brasil é também muito realizada após o parto, para remover o excesso de gordura em diferentes regiões do corpo, como abdômen e cintura;
  • Lipoescultura: assim como a lipoaspiração, remove excesso de gordura de algumas regiões do corpo, mas utiliza esta gordura para preencher regiões como seios ou glúteos, para modelar a silhueta corporal.

RISCOS

A gravidez promove transformações profundas no corpo da mulher, e mesmo meses após o parto, é preciso ficar atenta para os riscos de realizar uma cirurgia plástica. Nos primeiros meses, um procedimento desta magnitude pode causar embolias e tromboses, obstruções nos vasos sanguíneos e formação de coágulos, que impedem a circulação normal do sangue. Por isso, é fundamental respeitar o tempo estipulado por especialistas da área, e realizar cirurgias, especialmente plásticas, somente após o período mínimo de seis meses após o parto.

ALEGRIA PARA TODA A VIDA

Ter um bebê é a maior dádiva da vida, e assim que a criança nascer, vai espalhar sorrisos e alegria por toda a família. É hora de curtir o momento, aproveitar cada descoberta e viver com intensidade este sentimento indescritível que é ser mãe. Quando a hora chegar e você estiver preparada, a cirurgia plástica pode te ajudar. Tudo tem seu tempo.

LEMBRE-SE SEMPRE

Sua vida e sua saúde vem sempre em primeiro lugar. Por isso, procure sempre por cirurgiões devidamente capacitados pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).

Outras Notícias