Redução de mamas. O que é? Quais os riscos? Você é uma boa candidata?

Seios muito grandes, ou desproporcionais ao corpo, podem ocasionar uma série de problemas físicos e psicológicos que podem interferir negativamente na sua saúde, bem-estar e autoestima. Dentre os problemas comumente relatados estão dores na região lombar e cervical, problema postural, limitação nos exercícios físicos, baixa autoestima, e em alguns casos até depressão causada por mamas desproporcionais. A melhor solução para dar fim a estes incômodos é, sem dúvida nenhuma a mamoplastia redutora de mamas. Mas do que se trata a Redução de mamas. O que é? Quais os riscos? Você é uma boa candidata? Será que você é uma boa candidata para realizar o procedimento? Vamos descobrir.

MAS A FINAL, O QUE É A MAMOPLASTIA REDUTORA?

A mamoplastia redutora nada mais é do que um procedimento plástico cirúrgico indicado para mulheres com mamas grandes ou flácidas. O procedimento leva em conta fatores como peso, altura e IMC antes de iniciar o procedimento cirúrgico, para que o resultado final seja proporcional ao corpo da paciente.

ELA DEIXA CICATRIZES?

Toda cirurgia Plástica vai deixar algum tipo de cicatriz. Contudo, existe um planejamento para que as mesmas fiquem posicionadas em áreas não expostas do seio.Além disso, dependendo da forma do procedimento e da quantidade de tecido retirado, a cicatriz poderá ter seu formato variando entre um “T”, um “L” ou ser periaoreolar.

Em alguns casos, algumas pacientes podem apresentar uma cicatrização hipertrófica ou queloide. Entretanto, isso pode ser previsto até certo ponto, no momento da avaliação. Por isso é fundamental que a sua conversa com o médico seja a mais franca e aberta possível.

COMO VAI FICAR O TAMANHO E A CONSISTÊNCIA DAS MINHAS MAMAS?

Seu tamanho, consistência e forma vão melhorar consideravelmente e gradativamente, uma vez que os resultados definitivos aparecerão entre 6 meses e 18 meses, passando por vários períodos evolutivos. Por isso é muito importante o acompanhamento do médico até o final desse período de recuperação. Além disso, geralmente esse período não tende a ser muito dolorido, desde que se siga rigorosamente as orientações médicas.

HÁ PERIGO NA OPERAÇÃO?

Raramente ocorrem complicações mais severas em uma mamoplastia de aumento, mas esses riscos são facilmente detectados no período pré-operatório, onde todas as precauções são tomadas para que o procedimento ocorra da melhor forma possível.

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Antes de projetar se submeter a uma cirurgia plástica para fins de estética ou saúde é essencial buscar um profissional licenciado pelo conselho de medicina local e que faça parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a SBCP, para qualquer procedimento. Clique aqui e tenha informações sobre todos os cirurgiões cadastrados.

Pesquise sobre o cirurgião escolhido e, ao iniciar o processo que culminará com a intervenção cirúrgica, não omita nenhuma informação sobre seu histórico médico, além de elucidar todas as dúvidas sobre os riscos e o alcance do procedimento. Acesse e conheça os passos para uma cirurgia plástica segura.

Outras Notícias