Sinais de Pele. O que são? Devo retirá-los?

A beleza estética é uma ciência que depende de diversas variáveis, e às vezes, mínimos detalhes podem se tornar grandes problemas para a busca da aparência perfeita. Em alguns casos, sinais de pele, geralmente de nascença, causam incômodo e desconforto nas pessoas em relação a seu próprio visual; em outros, estes sinais surgem como decorrência de outros fatores, como câncer de pele. Mas para ambos os casos, existe uma solução: a remoção de sinais.

O que são os sinais de pele?

Os sinais que surgem sob a pele nada mais são do que pequenas imperfeições da epiderme, e se caracterizam pelo desenvolvimento de células com uma pigmentação que os distingue do restante do corpo. Os nevos, como são conhecidos cientificamente, costumam ser mais escuros. Seu aparecimento está ligado a diversos fatores, como predisposição genética, uso de certos tipos de medicamentos, fragilidade imunológica, alterações hormonais e exposição solar.

É possível desenvolver estes sinais?

É bem comum que todos nós tenhamos alguns sinais de pele. Na maioria das vezes, eles são inofensivos e o máximo que podem causar é algum desconforto puramente estético. Isto acontece quando os sinais nos acompanham desde o nascimento. Porém, se em algum momento da vida eles começam a aparecer ou ter sua aparência ou coloração modificadas, é preciso ficar atento e procurar imediatamente um profissional.

Os sinais podem ser indícios de doenças?

Na maioria dos casos, os sinais de pele não costumam causar nenhum problema. Contudo, quando expostos aos raios solares por longos períodos, é possível sim que estes nevos promovam a proliferação de células cancerosas. O ideal é que a cada período de dois ou três anos, sejam realizadas avaliações com especialistas para ter certeza que tudo está dentro da normalidade, principalmente se a pessoa possuir um tom de pele mais claro, um número elevado de sinais ou se expõe com certa frequência ao sol. Também é aconselhável a remoção desses sinais.

Outro método de cuidado com os nevos é a chamada regra do ABCD, um bom indicativo de quando você deve procurar um especialista da área médica.

Conheça a regra do ABCD

Esta metodologia serve como base para avaliar o risco de um sinal para um melanoma maligno (câncer de pele), e avalia:

  • Assimetria: analisa os contornos dos sinais em busca de irregularidades;
  • Bordas: geralmente, sinais benignos possuem uma superfície lisa, enquanto melanomas malignos tendem a ter um aspecto mais rugoso;
  • Cor: sinais com coloração uniforme em um tom único marrom possuem mais chance de serem inofensivos. Contudo, se existirem vários tons de cores, como marrom, branco, vermelho e azul, é bom tomar cuidado;
  • Diâmetro: quando os sinais aumentam de tamanho, é aconselhado que eles sejam observados mais de perto, pois pode ser um fator que indica uma possível anomalia.

Se você perceber duas ou mais destas características, é fortemente aconselhável que você visite um médico de confiança, que poderá até mesmo remover o sinal, com diversas técnicas seguras e eficientes.

Outras Notícias