Cruroplastia – lifting de coxas

O que é o lifting de coxas?

Ter pernas definidas e torneadas é um desejo de muitas mulheres, mas para alcançar este resultado, é preciso uma combinação de diversos fatores ao longo da vida: alimentação saudável, prática de exercícios físicos, manutenção de um peso controlado, entre outros. Porém, com o avançar do tempo, é comum que a região das coxas perca sua elasticidade e comece a acumular um excesso de pele e gordura. Nestas situações, a cruroplastia, também conhecida como lifting de coxas, é uma solução rápida para remodelar as pernas e deixa-las mais torneadas e proporcionais às curvas do restante do corpo. Contudo, é importante deixar claro que a cruroplastia não é um procedimento para a retirada excessiva de gordura; nestes casos, a cirurgia plástica mais recomendada é a lipoaspiração.

Antes de realizar uma cruroplastia, você deve procurar um Cirurgião Plástico de sua confiança, e que seja devidamente habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) para a realização deste e de qualquer outro procedimento plástico. Veja aqui a lista de médicos habilitados. Em sua primeira consulta, você deve ser totalmente transparente com o cirurgião sobre os motivos que levaram a escolha do lifting de coxas. Além de expor seus objetivos, para que o profissional possa dar sua opinião com base na experiência adquirida e aprovar, ou não, o procedimento, de acordo com o seu quadro. O cirurgião também irá solicitar alguns exames de rotina, que servem para avaliar sua aptidão para a realização deste procedimento.

Anestesia

Na cruroplastia, os métodos mais utilizados de anestesia são a peridural, com aplicação na região das costas que gera ação imediata e sedação da paciente; ou anestesia geral, onde a sedação é total. O seu cirurgião plástico irá recomendar a melhor opção, de acordo com as suas características.

Duração do procedimento

No Lifting de coxas, a duração é variável dependendo do tamanho da região a ser operada, mas em média, dura em torno de 2h a 4h. A cirurgia inicia com uma incisão, que será feita de acordo com o grau de correção desejado e, principalmente, da região da coxa a ser tratada. Para a parte interna, as incisões são feitas na virilha, por onde é remodelado e esticado o tecido conjuntivo subjacente. Já para a parte externa (medial), a incisão é feita preferencialmente em locais que podem ser escondidos, como embaixo de roupas de banho.

Por estas incisões é que o cirurgião irá firmar os tecidos, para dar um contorno corporal mais firme e tonificado. As incisões são fechadas com suturas profundas de sustentação no interior dos tecidos, que contribuem para os primeiros passos da recuperação, adaptando o corpo aos contornos recém modelados. As incisões da pele também são fechadas com suturas.

Tempo de internação

Por se tratar de uma região vital para a mobilidade, a cruroplastia exige um tempo mínimo de 24h de internação. Isto porque mesmo com uma recuperação e rápida adaptação às novas formas, a região estará inchada e não conseguirá sustentar o peso do corpo. Além disso, neste período são feitos os primeiros acompanhamentos por uma equipe médica especializada, que garantirá um início de recuperação mais tranquila.

Recuperação

Pelo mesmo motivo que a internação se faz necessária, o retorno às atividades normais deve ser lento e gradual. Nos primeiros dias, é recomendado ainda evitar baixar as pernas, a não ser em casos de necessidade. O banho no dia posterior deve ser extremamente cuidadoso, para não molhar o curativo. Este é trocado após alguns dias, o que permitirá o banho normal novamente. O período mínimo recomendado para retomar as atividades físicas moderadas é de 30 dias, e desde o primeiro dia, você deverá usar uma malha compressiva.

  • For fisicamente saudável.
  • Tiver expectativas realistas.

Estiver incomodado com o tamanho de suas coxas e a desproporção com o restante do corpo.

A cruroplastia não tem como objetivo reduzir o excesso de gordura, mas sim remodelar a região.

Para a retirada de gordura, recomendam-se outros procedimentos, como a lipoaspiração.

Utilize esta lista de perguntas como um guia durante sua consulta.

  • Você é especialista registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
  • Você foi treinado, especificamente, no campo da Cirurgia Plástica?
  • A instalação do centro cirúrgico de seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária?
  • Quantos procedimentos iguais a este você já realizou?
  • Sou um bom candidato para este procedimento?
  • O que eu posso fazer para que os melhores resultados sejam obtidos?
  • Onde e como o procedimento será realizado?
  • Qual o tempo de recuperação e que tipo de ajuda irei precisar neste período?
  • Quais os riscos e complicações associadas ao procedimento?
  • Como as complicações são tratadas?