Mamoplastia de aumento

Cirurgia Plástica em Porto Alegre – mamoplastia de aumento:

O tamanho e a forma das mamas são essenciais no equilíbrio psicossocial da mulher, além de influenciarem na autoestima, satisfação e bem-estar com o próprio corpo. Porém, em alguns casos, existe um descompasso entre o desejo da mulher e a realidade de suas mamas. Nestes casos, a mamoplastia de aumento surge como uma solução eficiente para a beleza física e a satisfação emocional e psicológica.

A inclusão de implantes é um dos procedimentos mais realizados no Brasil, por se tratar de uma cirurgia segura e que traz resultados em um curto espaço de tempo. Outro motivo ligado ao crescimento exponencial em relação à busca pela mamoplastia de aumento se dá pela evolução tecnológica das próteses de silicone nos últimos anos, o que deixa as pacientes mais tranquilas e seguras para enfrentarem e resolverem problemas como:

  • Hipomastia (mamas pequenas);
  • Amastia (ausência de mamas);
  • Assimetria;
  • Insatisfação geral com o tamanho dos seus seios.

Antes de realizar uma cirurgia, você deve procurar um Cirurgião Plástico de sua confiança, e que seja devidamente habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) para a realização deste e de qualquer outro procedimento plástico. Veja aqui a lista de médicos habilitados. Na consulta, serão debatidos os motivos que levaram a paciente a escolher o procedimento, cuidados que devem ser tomados, e o cirurgião dará sua opinião profissional sobre os resultados possíveis, para que a paciente não tenha objetivos irreais.

Anestesia

Em uma mamoplastia de aumento, a anestesia pode ser feita localmente, com sedação da paciente; peridural, com aplicação nas costas e ação imediata; ou geral, com sedação total.

Duração do procedimento

O período de realização de uma mamoplastia de aumento varia de acordo com o objetivo da paciente, mas geralmente, o tempo médio fica entre 1h30min e 3h. Durante a realização, são feitas incisões em áreas discretas, que evitam a formação de cicatrizes aparentes. É por estas incisões que serão colocados os implantes, que variam de acordo com a prévia definição do tamanho e volume, acertada conjuntamente entre paciente e cirurgião.

Os implantes são preenchidos com um gel coesivo, e podem ser inseridos tanto com uma colocação submuscular (abaixo do músculo peitoral) como também submamária (atrás do tecido mamário, sobre o músculo peitoral). Após a correta inserção, o cirurgião plástico fecha as incisões com suturas no tecido da mama, e pode optar por suturas, colas ou adesivos para fechar totalmente a pele.

Tempo de internação

Por se tratar de um procedimento um pouco delicado, que modifica a forma e o tamanho do tórax, o período de internação varia entre 6h a 12h, no qual uma equipe técnica e profissional, especializada, acompanha a evolução e a adaptação da paciente às próteses.

Recuperação

O pós-operatório costuma ser pouco doloroso. Caso a paciente siga as orientações do cirurgião, é possível retornar ao trabalho em três dias, desde que não haja esforço físico. É importante e fundamental, porém, seguir uma agenda de visitas ao seu cirurgião, para que o profissional possa acompanhar a evolução do procedimento, examinar o local operado para detectar deslocamentos das próteses, entre outros.

Veja mais sobre a mamoplastia de aumento neste vídeo:

  • For fisicamente saudável.
  • Tiver expectativas realistas.
  • Seus seios estiverem totalmente desenvolvidos.
  • Estiver incomodada com a sensação de que seus seios são muito pequenos.
  • Estiver insatisfeita com os seios devido à perda de forma e volume após a gravidez, por perda de peso ou ao envelhecimento.
  • Assimetria de seus seios.
  • Uma ou ambas as mamas não se desenvolveram normalmente.

A mamoplastia de aumento não corrige seios severamente caídos. Para corrigir esta flacidez,  pode ser realizado o procedimento de elevação de mama ao mesmo tempo em que ocorre a cirurgia de aumento.

Seu cirurgião plástico deverá auxiliá-la a tomar esta decisão, durante a conversa preliminar em sua consulta.

Utilize esta lista de perguntas como um guia durante sua consulta.

  • Você é especialista registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
  • Você foi treinado, especificamente, no campo da Cirurgia Plástica?
  • Quantos anos de treinamento você possui?
  • Onde e como o procedimento será realizado?
  • A instalação do centro cirúrgico de seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária?
  • Sou um bom candidato para este procedimento?
  • O que eu posso fazer para que os melhores resultados sejam obtidos?
  • Qual o tempo de recuperação e que tipo de ajuda irei precisar neste período?
  • Quais os riscos e complicações associados ao procedimento?
  • Caso ocorram, como as complicações são tratadas?
  • Qual a forma, tamanho e textura da superfície?
  • Qual local de incisão é recomendado para mim?
  • O procedimento interfere na amamentação?
  • Como posso esperar a evolução dos meus seios ao longo do tempo, como após uma gravidez ou na fase de amamentação?
  • Qual será a aparência de meus seios caso, futuramente, opte pela remoção ou troca dos implantes?